Amor, por Paulo Lewinski

Amor, então,

também acaba?

Não, que eu saiba.

O que eu sei

é que se transforma

numa matéria-prima

que a vida se encarrega

de transformar em raiva.

Ou em rima.

(Paulo Leminski)